Aproveite o fim de ano para fazer uma #jornadadetoxdigital

Passamos o ano inteirinho com os nossos telefones quase como um anexo das nossas mãos. Isso prejudica nossas emoções, nossas relações, nossa saúde. Ao mesmo tempo, também ganhamos tanto: conexões, oportunidades, conhecimento, janelas para o mundo inteiro. A questão é clara: o que precisamos é conseguir equilibrar, ter um uso mais saudável. Por isso realizamos esta jornada lá no @instamission e agora trazemos ela completinha aqui no blog da Contente, sempre com o objetivo de criar #ainternetqueagentequer. Vamos juntos pensar sobre vários aspectos do nosso uso da internet e, quem sabe no final destas reflexões, fazer um detox digital? A cara desse detox depende de você e do que sua vida permite. Você pode ficar sem usar apps como o Facebook, Instagram ou Whatsapp, ou até esquecer que o seu telefone existe! Se achar tudo isso muito extremo, não tem problema. Garantimos que essas reflexões já vão te fazer equilibrar muito melhor o uso do seu telefone. Preparados? Vamos lá!

Vejam todos os posts no Instagram do @instamission: #jornadadetoxdigital.

1 - Vamos ter a consciência do quanto usamos nossos telefones?

1.jpg

Você lembra quando a gente precisava “entrar na internet” e esperava dar meia noite para fazer a conexão discada? Faz tempo! Hoje em dia carregamos a internet no bolso e a acessamos a todo momento. Essa telinha brilhante que temos nas mãos é muito fascinante, né? Contém toda a informação do mundo e ainda é cheia de amigos e conhecidos. Likes, comentários e notificações nos fazem ficar bem ligados e, quando percebemos, passamos muito tempo deslizando o dedo na tela. Neste segundo dia de jornada, queremos questionar o quanto você tem usado seu telefone. Você acha que faz um uso saudável, ou acha que já perdeu um pouco o controle? Você usa aplicativos que monitoram a quantidade de uso? Já ativou o limite que o próprio Instagram permite colocar? Consegue encontrar os amigos e não tocar no telefone? Esta é uma oportunidade para você aumentar a consciência sobre como anda a sua relação com o seu telefone.



2 - Observe o que acontece com você

2.jpg

Como você se sente quando usa muito a internet e as redes sociais? Há mais espaço para alegria ou para angústia? Você fica feliz ou se sente fazendo menos que os outros? Da forma como as redes funcionam hoje é normal nos sentirmos meio estranhos de vez em quando, pois elas nos colocam em competições constantes - mesmo que a gente não tenha pedido pra entrar. Por que fulano tem mais seguidores, por que aquela foto não deu tanto like? Essa ansiedade social, como define o filósofo digital Jaron Lanier, nos deixa ainda mais grudados na telinha, com medo de perdermos algo (o famoso Fomo, fear of missing out), de sermos deixamos para trás. Como você se sente ao usar a internet? Você não iria querer se sentir mal se estivesse em uma experiência offline, certo? Então busque se sentir bem e criar conexão quando está por aqui. 


3 - Entendendo os gatilhos

3.jpg

Estamos tão conectados que virou normal pegar o telefone no meio de uma reunião, de um encontro com amigos. Sem falar nos shows que “precisamos” filmar, na festa da escolinha em que cada um é o diretor do filme do próprio filho. Será que a gente precisa mesmo estar com o telefone em todos os momentos das nossas vidas? O que te faz pegar o aparelho? Como você se sente ao registrar, postar, dividir suas experiências? Na @contente.vc somos a favor de um uso consciente da internet porque acreditamos que conexão é uma das coisas mais importantes da vida. E se a gente está com alguém e fica constantemente checando o celular, provavelmente não estamos dando a atenção devida, né? Quando oferecemos nosso tempo para o outro, nos conectamos de verdade. Deixa o celular de lado e faz uma foto só ao fim da conversa? Observe o que estar ou não com o telefone em mãos te causa. Temos certeza de que esse exercício de presença vai te trazer benefícios! 


4 - Faxina digital

Apesar das regras de etiqueta na internet não estarem escritas na pedra, costumamos nos dar algumas desculpas para continuar seguindo pessoas que não nos acrescentam. Ah, é um contato de trabalho, um amigo de infância, por isso continuo vendo as postagens dele, mesmo que não me interesse, ou pior, me façam mal… Quem já não se pegou fazendo essas justificativas? São pesos invisíveis que carregamos. Hoje queremos falar disso: você não precisa seguir alguém por obrigação social. Caso o unfollow não seja serventia da casa, você pode “silenciar” a pessoa também. Busque seguir quem acrescenta, quem você gosta genuinamente. Aproveite, também, para acompanhar perfis de pessoas e projetos que ajudam a ampliar sua visão de mundo. A escolha é sua, e a sua internet pode ficar muito mais rica e diversa quando essa escolha é consciente. 


5 - Privacidade

5.jpg

“Não tenho nada a esconder.” Você já se pegou falando isso quando pensa no que divide da sua vida na internet? As redes são feitas para que a gente passe a maior quantidade de tempo nelas, fornecendo informações sobre tudo o que fazemos. Assim, as grandes empresas alimentam um modelo de negócios baseado em coleta e venda de dados. Tudo o que postamos aqui pode ser usado para rastrear nossos hábitos, para nos vender o que precisamos e o que não precisamos. Por isso é tão importante falar de privacidade, pensar no quanto estamos dispostos a dividir e no que queremos preservar. Vale lembrar, também, que somos pessoas múltiplas. De um jeito com a família, de outro com os amigos, diferentes também no trabalho. Não é sobre “ter algo a esconder”, e sim sobre nossa subjetividade, sobre sermos pessoas diferentes dependendo de com quem interagimos. Liberdade e autonomia devem andar junto com o que escolhemos compartilhar. 


6 - Meu tempo x seu tempo x nosso tempo

Mandar um e-mail, avisar por Whatsapp que mandou o email. Reclamar que alguém visualizou e não respondeu sua mensagem na velocidade que você queria. Fazer perguntas para os outros que você mesmo poderia responder com uma simples pesquisa no Google. Às vezes não parece que a gente perdeu a mão com o tempo das coisas quando estamos tão conectados? Tudo parece pra ontem quando, na verdade, na maioria das vezes não é. Temos que aprender a distinguir o que é urgente do que é importante. O mais importante, aliás, é respeitar o momento alheio, o expediente de trabalho, as horas de se desligar. Tá tudo bem não responder tudo com urgência. Se queremos ter esse tipo de paz, temos que também respeitar o tempo do outro. 


7 - Menos é mais

7.jpg

Quem aí está disposto a tentar ao menos um ou dois itens dessa lista? Levar a #jornadadetoxdigital pra vida significa tentar rever nossos hábitos a cada dia. Ter consciência de que passamos muito tempo no celular é um primeiro passo. Na sequência, podemos experimentar deixá-lo um pouco de lado. Estabelecer limites para quanto tempo passamos nas redes sociais, desativar notificações, deletar apps que não usamos. Não ver o Instagram assim que acordar, não levar o celular para o banheiro, comer sem ver stories, quando encontrar os amigos praticar o exercício da atenção plena... Buscar estar conectado ao momento presente é sempre uma ótima escolha! Você vai ver que, em pouco tempo, sua ansiedade vai diminuir, sua concentração vai melhorar, suas interações vão ficar ainda mais significativas.


8 - Comece seu detox!

último.jpeg

Agora que já pensamos sobre os vários aspectos de um bom uso da internet, que tal embarcar com tudo na #jornadadetoxdigital? Nosso convite é para você aproveitar o fim de ano e o início de 2019 para se desconectar um pouco da internet, das redes sociais, do celular. Que tal você se conectar mais com você mesmo, com o outro, com o mundo? É isso que defendemos na @contente.vc: um uso consciente das redes, para que a gente possa construir juntos #ainternetqueagentequer. O formato desse detox digital? Cada um decide. O importante é entender o que faz bem e o que faz mal, observar os gatilhos que nos deixam vidrados na telinha e tentar criar novos hábitos mais positivos. Por aqui nós também vamos entrar nesse detox e fazer uma pausa no @instamission e na @contente.vc. Boas festas e um ano novo maravilhoso para todos! Desejamos que vocês se dêem de presente a sua presença. Nos vemos em 2019 com muitos conteúdos e jornadas transformadoras. Até lá!

As ilustrações são de autoria da @ilustragabs especialmente para o @instamission.

Luiza VollComment