Contente apresenta: @vailaPOA!

instagram.com/vailapoa

O #vailá, nosso guia de escolhas conscientes nas cidades, está crescendo e, para a nossa alegria, agora também estamos em Porto Alegre! Você vai ficar morrendo de vontade de conhecer as iniciativas desta cidade, que estão sendo mapeadas lindamente pela Luana Silva, arquiteta e colaboradora do projeto em Porto Alegre.

captura-de-tela-2017-05-10-as-17-28-01
captura-de-tela-2017-05-10-as-17-28-01

Em todos os posts do projeto, nos guiamos pelos valores:

#1 | Fazer escolhas conscientes

#2 | Experimentar fazer à mão

#3 | Viver além do consumo

#4 | Reencontrar nossas raízes brasileiras

#5 | Apoiar o desenvolvimento local

#6 | Repensar a alimentação

#7 | Produzir menos lixo

#8 | Descobrir de onde vêm as coisas

Além disso, os seguidores também podem compartilhar suas dicas com a hashtag #vailaPOA.

Quem administra o projeto dá a cara e a vida ao conteúdo, por isso entrevistamos a Luana para vocês verem como estão em boas mãos!

captura-de-tela-2017-05-10-as-18-16-19
captura-de-tela-2017-05-10-as-18-16-19

Como você começou a ter uma vida mais voltada para escolhas conscientes?

Sou arquiteta e sempre gostei muito de pesquisar sobre organização. Nas minhas buscas, entendi que tralha não se organiza, então é preciso fazer um constante descarte. Só que comecei a me questionar para onde iam todos os objetos descartados. Aquilo que não pode ser doado ou não vai para reciclagem acaba parando em aterro sanitário e isso me dói muito… Então vi que eu poderia buscar formas corretas de descarte e, mais do que isso, eu poderia modificar o meu modo de consumo para gerar menos descarte ainda. Isso tudo é um grande processo de autoconhecimento, pois estou tendo que entender o que é necessário para mim, para que isso se transforme em escolhas mais conscientes, que vão desde o que eu visto ao que eu coloco na minha pele, passando pelo meu prato.. Entender de onde vem o que estou consumindo é essencial e valorizar o modo e por quem foi feito também. Agora, o reflexo disso tudo está na minha alimentação. Cada vez mais tenho substituído os alimentos ultraprocessados pelos naturais e caseiros e tenho tentado aproveitá-los ao máximos nas comidas que eu mesma faço (há 2 meses sem carnes!). Sou muito grata por poder fazer essas escolhas!

Quais canais te ajudaram no caminho?

Nas minhas buscas na internet, o blog “Vida Organizada”, da Thais Godinho, me mostrou muita coisa sobre simplificar a vida através da organização para podermos dedicar nosso tempo ao que realmente importa. Pelo Vida Organizada ainda conheci o livro “Walden ou A vida nos bosques”, de Henry Thoreau, que conta como o autor viveu por 2 anos à beira de um lago, produzindo tudo o que precisava para o seu próprio sustento. O livro “Vista quem você é”, das gurias da Oficina de Estilo, junto com “A mágica da arrumação”, da Marie Kondo, me fizeram reavaliar o que eu tinha nos meus armários, pensar previamente nas futuras compras e tentar não consumir por impulso. Os blogs “Um ano sem lixo”, da Cristal Muniz, e “Por favor menos lixo”, da Karin Dreyer, também são minhas fontes constantes de inspiração e consulta, pois as gurias sempre estão partilhando alguma ideia boa para reduzir o consumo de algo e reaproveitar o que iria fora. Na parte da alimentação, os canais do Youtube “Do campo à mesa”, da Francine Lima, e “Cozinha Bach”, da Simone Bach, me ajudam muito a repensar o processo de produção do que comemos e quantas alternativas temos para uma alimentação muito mais natural.

Como você acha que dá pra conquistar cada vez mais gente pra esse estilo de vida?

Acho que ao compartilhar com as pessoas um pouquinho das nossas experiências diárias e ao mostrar novas alternativas, já conseguimos ao menos instigar um estilo de vida mais consciente. E quando a pessoa se dá conta de que, revendo suas escolhas, pode ter diversos benefícios para si própria, para a sua cidade, para as outras pessoas e para o ambiente, é maravilhoso!

O que você espera fazer no @vailaPOA?

Espero, no @vailaPOA, poder fazer a conexão entre pessoas, eventos, marcas, serviços e espaços que tenham valores semelhantes aos nossos. Espero torná-lo um espaço cada vez mais colaborativo, valorizando o desenvolvimento local e incentivando as pessoas a viverem além do consumo! Quero partilhar diferentes possibilidades de vivenciar Porto Alegre, seja nas feiras e festas de rua, nos espaços culturais e de resistência, nas rodas de conversas e oficinas, no comércio justo e direto das mãos de quem faz. E ainda gostaria de incentivar outras cidades a participar do #vailá, mostrando as suas escolhas conscientes!

ContenteComment