A internet que a gente quer: Hilário Junior

hilario2-1-300x300.jpg

Gosto de acompanhar o Hilário Júnior (desde os tempos em que era o @metheoro) porque ele faz uma ótima curadoria sobre o que está acontecendo nos mundos da publicidade, da internet, da TV. Tem um texto direto e informativo e um olhar crítico, o que nos ajuda a navegar nesse mar de informação.

"Pernambucano, publicitário, especialista em redes sociais, tricolor do Arruda, fã da Xuxa e cozinha seus próprios vegetais apesar de trabalhar mais de 12h por dia em 3 empregos (não sou o pai do “Todo Mundo Odeia o Chris”)", ele se define.

A foto é do Guilherme Imbassahy.

Para acompanhá-lo > www.facebook.com/metheoro

#ainternetqueagentequer por Hilário Júnior

Semana passada uma das minhas "webheroes" abriu o chat comigo no Facebook e falou: "Oie, você quer participar do #ainternetqueagentequer no blog da Contente?” Don’t Touch My Moleskine foi blog referência pra mim por anos, assim como a Contente o é. Então imagina a responsa???

Pensei muito durante este tempo para chegar a esse texto, pensei tanto que me vi de volta no passado por alguns breves momentos. Eu sou de Pernambuco, pra ser mais exato de uma cidade chamada Paudalho, que fica a 30km do Recife.

Apesar da distância em relação a capital ser pouca, a mudança de ares de quando você sai do centro urbano para a minha cidade é gritante… Enquanto a Recife dos anos 1990 tinha aquela sanha de ser cosmopolita com seus shoppings e arranha céus, em Paudalho a vida andava devagar e o bom mesmo era sentar na praça do Rosário e ver os meninos passarem de bicicleta ou correndo no pega-pega.

Foi neste ambiente que fui apresentado à internet, primeiro pela novela "Explode Coração", da TV Globo, e sua rodopiante cigana Dara, e depois através do link, que primeiro chegava através da BBS da Embratel e posteriormente às ~surfadas na rede mundial de computadores interligados (#JornalNacional) através do Yahoo! e do C@dê. A internet já faz parte da minha vida há mais de 20 anos, natural que ela ocupasse o centro de boa parte de tudo no que me tornei e sou.

Nunca namorei ninguém que não fosse ~internauta (OI INTERNAUTAS).

Nos últimos 10 anos, toda a minha vida mudou (cidade, estado, foco de trabalho) por causa da internet.

Por causa da internet conheci as melhores (e as piores pessoas).

Por causa da internet pago as contas e consigo sonhar.

Minha relação com a rede é mais do que profissional, ela é aquela amiga de todas as horas. Que vence o tédio, que me coloca em contato com gente legal, que me consegue um emprego e até noites de amor e dor.

#AInternetQuemAGenteQuer, então, é isso… É a de oportunidade. É a de porta aberta para o novo e para a conquista. Assim como Colombo se jogou ao mar em 1492 e ~descobriu a América, estamos aqui para descobrir o mundo, as culturas, o tempo.

Mais respostas:

Pedrinho Fonseca, do @minhapalavra

Patricia Barão, do Inovar.jor

Fabio Seixas, do Festival Path

Julia Duarte, do Tristezinha

Clarissa Passos, do BuzzFeed Brasil

Daniel Larusso, empreendedor

Fernanda Resende e Cristina Zanetti, da Oficina de Estilo

Gustavo Giglio, do Update or Die

André Czarnobai, criador do CardosOnline e escritor

Chico Barney, blogueiro da velha guarda e sócio da agência 301

Fred Di Giacomo, escritor e jornalista

Carol Rocha, publicitária

Liliane Prata, jornalista

Gustavo Mini, publicitário/Conector

Ana Paula Freitas, jornalista/Nexo

Luanda Fonseca, do No Drama Mom

Juliana Cunha, do Já Matei por Menos

Juliana Gomes, do Leia Mulheres

Rafa Cappai, da Espaçonave

Gui Poulain, do Moldando Afeto

Thaís Fabris, Larissa Vaz e Maria Guimarães, do 65/10

Carol T. Moré, do Follow the Colours

Ana Luiza Gomes, do projeto Andarilha

Patricia Abbondanza, da Dedo de Moça

Debora Baldin, do Canal das Bee

Bia Granja, do YouPix Hub

Michell Zappa, da Envisioning

Dani ArraisComment