A internet que a gente quer: Bia Granja, do YouPix

Bia_Granja (1)

Falar de internet no Brasil é falar do youPIX, a plataforma que discute cultura de internet voltada para jovens desde 2006. O que era uma revista impressa de bolso se transformou em um dos mais importantes portais do país e em um mega festival, que começou pequenininho (pra 200 pessoas, ali no Espaço Gafanhoto, do Cazé?) e hoje reúne cerca de 18.000 pessoas por edição.

No front e nos bastidores do youPIX, está a Bia Granja, nossa convidada de hoje para a seção A internet que a gente quer. Co-criadora e curadora do youPIX e também co-curadora da Campus Party, foi considerada uma das pessoas mais influentes na área digital do país e eleita a sexta pessoa mais inovadora do mercado de comunicação e marketing em 2013, de acordo com a revista Proxxima, do jornal Meio&Mensagem. Também foi eleita também pela revista Época uma das 100 pessoas mais influentes do Brasil em 2013 e, no mesmo, ano figurou como uma das 25 maiores influenciadoras da internet de acordo com a revista Galileu.

Fazendo tudo isso a Bia ainda encontra tempo pra trocar muita ideia e é dessas pessoas acessíveis cujos dias parecem ter mais de 24 horas. “Tamo aí na luta com o youPIX, tentando converter audiência e conteúdo em dinheiro. O coração da cultura jovem está na internet hoje, e o youPIX é a unica plataforma que fala sobre isso atualmente. É um momento bem importante, de muito reconhecimento, mas também de desafios”, diz.

Antes do youPIX, ela já fez de tudo. “Vendi sanduba natural na praia, dei aula, fui dancarina de axé, atendente de telemarketing, trabalhei em hotel (me formei em turismo). Morei em SP e, quando era piveta, de 88 a 90, morei no Rio. Fiz seis meses de intercâmbio em uma mini-cidade no estado de Oklahoma, super caipira. E estou em vias de ir morar fora de novo, principalmente agora que o Nico nasceu e eu fiquei na noia de mostrar outros valores pra eles.”

O filho, que acaba de completar 1 ano, também norteia a resposta dela para a nossa pergunta: qual é a internet que você quer?

Eu tenho pensando muito nessa internet que eu gostaria de ser e de ver. Principalmente desde que eu me tornei mãe (e apavorada com o fato de que quando Nico for maior a internet vai ser tipo energia elétrica) e desde que comecei a trabalhar com isso e entendi o que a internet representa pra muita gente. Minha internet dos sonhos é uma internet inclusiva, sem preconceitos de nenhum tipo, humana, construtiva e, de preferência, com muitos gifs animados. Me incomoda muito ver que as pessoas não entendem a profundidade do poder transformador que a internet tem na vida das pessoas e o quanto ela é uma ferramenta de poder e expressão. Imagino que a própria internet deva ficar triste de não ser usada em toda sua capacidade. :)))

E como você contribui para essa internet?

Eu tento ser o mais construtiva possível sempre e tudo o que eu faço tem o objetivo de favorecer a inclusão digital e também cultural da pessoa. Por exemplo, tudo o que fazemos no youPIX é gratuito, pra que todos possam participar independentemente da classe e da situação financeira. O evento, com 9 palcos, mais de 200 palestrantes (inclusive internacionais), a cervejinha etc... Tudo free! E temos também diversas iniciativas específicas pra incentivar que pessoas usem a web como canal de expressão. Por exemplo, o Content Talent Show, concurso de novos talentos de conteúdo digital, e a Content Talent Expo, feira de startups de conteúdo digital que tem dentro do youPIX Festival.

Legal demais, né?

Acompanhem a Bia > www.youpix.virgula.uol.com.br

Leiam mais sobre #ainternetqueagentequer:

Michell Zappa > http://contente.vc/blog/a-internet-que-a-gente-quer-michell-zappa-responde/

A internet que a gente quer, parte 2 > http://contente.vc/blog/a-internet-que-a-gente-quer-parte-2/

A internet que a gente quer > http://contente.vc/blog/um-novo-jeito-de-conversar-com-voces/

Dani Arrais6 Comments